"Dedicado à promoção e treino canino da raça Rottweiler e demais raças de cães ."

Cláudio Nogueira

O RCI

Prova seletiva de reprodutores.

A origem e conceito do IPO / RCI

O IPO/RCI teve na sua origem o Schutzhund ( Cão de defesa ) uma prova centenária criada na Alemanha com o objetivo de selecionar Pastores Alemães em função da sua estabilidade fisica e mental. Com o tempo, esta prova, extendeu-se às demais raças de trabalho onde se incluí o Rottweiler.
 
A Pistagem
 
Âmbito

A “visão” olfativa é fundamental para a sobrevivência de um cão. Esta disciplina valida as capacidades olfativas e o rigor com que as mesmas são aplicadas pelo cão apresentado em prova. Não menos importante, valida no cão a sua disponibilidade para trabalhar, resistência à fadiga e stress.
 
Arty - Pistagem

Execução da prova
                                                    
O cão deverá seguir um rasto  desconhecido, previamente marcado em terra ou erva por uma pessoa ( traçador ). A longevidade da pista e a sua antiguidade ( tempo entre a sua marcação e o inicio do trabalho do cão ) varia consoante o grau de dificuldade. Este último é composto por três graus ( I, II, III ) sendo o grau mais elevado, o mais exigente.

Por exemplo, no grau I, o cão começa a trabalhar, no minimo, 20m (aprox.) após a marcação da pista, enquanto no grau III, o cão iniciará o seu trabalho, no minimo, 50m ( aprox. ) depois da referida marcação.  A longevidade da pista assim como o seu traçado ( Linhas retas – marcadas em passo normal - onde as mudanças de direção se fazem através de ângulos de noventa gaus) dependem igualmente do grau em que o exemplar está a participar.
 
Obs. – No grau I, é o próprio condutor do cão que mediante orientação do Juiz, efetuará o traçado da pista.
 
Durante o traçado e colocado no mesmo pelo traçador, são deixados pequenos objetos com medidas regulamentadas, os quais o cão deverá identificar. O cão, sem influencia do condutor, assume “automaticamente” a posição de deitado ( método mais usado – existem outras formas de realizar a marcação ) sempre que se depara com um objeto durante o seu percurso. Quando assim acontece, o condutor deve deslocar-se junto do cão e confirmar a marcação, exibindo o objeto encontrado. Após comando, o cão deve retomar o trabalho de pistagem. Este procedimento, é adotado até ao final da prova. O número de objetos existentes varia consoante o grau de dificuldade, sendo no grau I dois objetos ( escolhidos e da propriedade do condutor – de acordo com o regulamentado ), no grau II, dois objetos ( desconhecidos para o cão – de acordo com o regulamentado ) e no grau III, três objetos ( desconhecidos para o cão – de acordo com o regulamentado ).
 
Obs. – No grau I de IPO, na maioria das vezes, o tipo de objeto escolhido é uma peça ( regulamentada ) de madeira. No entanto, o tipo de objetos usados no grau III, pode ser misto ( peça de pele, peça de madeira, peça de alcatifa, etc. )
 
Esta disciplina, realiza-se independentemente das condições meteorológicas. As pistas traçadas são sorteadas entre os participantes em prova. Condições chuvosas ou de tempo seco, dificultam o trabalho do cão. Algo que se agrava, quanto maior for a antiguidade da pista.
 
Obediência
 
Âmbito

O Temperamento e o carácter de um cão é fundamental para um relacionamento equilibrado com o Homem. Nas raças consideradas de trabalho, a avaliação destes dois aspetos complementada com a vontade natural do cão para desempenhar funções, é fundamental.
 
Arty - Obediencia
 
Execução da prova
 
Na prova de obediência, apresentam-se simultaneamente dois cães. Enquanto um cão inicia a grande parte dos exercícios que compõem o programa da prova, o outro exemplar permanece deitado ( imóvel em local destinado para o efeito) durante a execução desses mesmos exercícios. Realizará assim o exercício de “Deitado sob distração”. Posteriormente, o cão que iniciou a prova passará para o exercício de “Deitado sob distração” e vice-versa.
 
Na sua maioria, os vários exercícios de obediência que compõem o programa da prova devem ser executados pelo cão com “rapidez” e alegria. Não menos importante, durante a execução dos exercícios, o controlo efetivo do cão e a sua atenção ao condutor, devem estar assegurados. O conjunto de exercícios a realizar varia em função do grau (I, II, III)  ao qual o cão se  propõe, sendo o grau mais elevado o mais exigente.
 
Exercícios como o “andamento ao lado” ( sempre sem trela ), “Sentar em andamento”, “Deitar em andamento”, “Paragem de pé” em andamento, “Chamada”, “Busca de objeto” direto e com salto, “Deitado sob distração” e “Em frente” ( corrida em linha reta interrompida com o comando de deitar ), compõem o programa de obediência.
 
Esta disciplina, realiza-se independentemente das condições meteorológicas. O calor será sempre mais “penalizante” para o cão, enquanto a chuva pode proporcionar momentos de desconcentração no cão, provocados pela sensação de molhado. Estas e outras razões, levam um cão de RCI/IPO, a ser preparado em vários ambientes e em diferentes condições atmosféricas.
 
Defesa
 
Âmbito
 
Na disciplina de Defesa, o referido no âmbito da disciplina de Obediência, aplica-se na integra. No entanto, nesta disciplina, a coragem do cão, capacidade para gerir o conflito, lidar com o stress e o seu controlo, são aspetos em destaque e os quais serão avaliados com grande rigor.
 
Arty - Defesa
 
Execução
 
Na sua maioria, os vários exercícios da disciplina de Defesa que compõem o programa da prova devem ser executados pelo cão com determinação e bravura. Não menos importante, durante a execução dos exercícios, o controlo efetivo do cão deve estar assegurado. O conjunto de exercícios a realizar varia em função do grau (I, II, III)  ao qual o cão se  propõe, sendo o grau mais elevado o mais exigente.
 
Os exercícios que envolvem o trabalho de mordida devem ser executados através de uma mordida contundente ( preferencialmente de boca cheia ) e estável ( sem perca de boca ou frequente mordiscar ).
 
Exercícios como a “procura do figurante” ( homem que enfrenta o cão em prova ), “Fuga do Figurante”, “Condução de costas” (Vigilância em andamento e na retaguarda do figurante ), “Condução lateral” ( escolta do figurante ) e “ataque lançado”, compõem o programa da disciplina de Defesa.
 
Esta disciplina, realiza-se independentemente das condições meteorológicas. O calor será sempre mais “penalizante” para o cão, enquanto a chuva pode proporcionar momentos de desconcentração no cão, provocados pela sensação de molhado. Igualmente, a chuva tornará o terreno mais pesado. Estas e outras razões, levam um cão de RCI/IPO, a ser preparado em vários ambientes e em diferentes condições atmosféricas.
 
 
NOTA IMPORTANTE: O treino de RCI/IPO deve ser praticado com fins meramente desportivos e sempre com a orientação de um treinador experiente na modalidade.
 
Cláudio Nogueira
Amigo do Rottweiler ...e não só!